Com funcionalismo na mira, entidades e influenciadores começam a reagir contra medidas anunciadas pelo governo federal

Confira vídeo com fala do economista Eduardo Moreira criticando ataques aos servidores públicos

O governo federal prometeu entregar a reforma administrativa ao Congresso Nacional no início da semana que vem, mas informações já antecipadas dão conta de que vem aí uma proposta que prevê perdas de direitos para os servidores. 

Já há algum tempo tem ocorrido um sistemático ataque ao serviço público com o intuito de enfraquecê-lo. O ataque tem se aprofundado e prova disso são algumas medidas contidas no “Plano Mais Brasil”, entregue ao Congresso Nacional na última terça (5), que contém a PEC Emergencial. 

A proposta prevê a diminuição temporária da jornada de trabalho dos servidores, com redução proporcional de salários e subsídios por 12 meses, além da suspensão, por dois anos, de progressão e da promoção funcional.

Perante esses ataques, algumas vozes começam a se levantar em defesa do funcionalismo. Começou a circular vídeo do economista Eduardo Moreira em que ele comenta a fala de uma deputada contrária à campanha criada pelo governo federal para demonizar os servidores públicos. Confira o vídeo.

Palestrante reconhecido internacionalmente, Moreira é da nova geração de economistas que defende o funcionalismo, mas cobra eficiência, modernidade e qualidade onde esses pilares não estiverem presentes.