Projeto de AFR que incentiva leitura completa 20 anos

Atividades de leitura são realizadas em escolas, hospitais, praças e terminais de passageiros

Com 28 livros publicados, o agente fiscal de rendas Laé de Souza, além de se dedicar à produção literária, é um grande incentivador do hábito da leitura.

Neste ano, ele comemora 20 anos de atuação em projetos que incentivam a prática. Tudo começou com a iniciativa de imprimir cinco mil exemplares do seu livro de crônicas “Acontece…”, emprestá-los para escolas públicas e se reunir com os estudantes para debater os textos e o processo de criação. O projeto “Encontro com o escritor” percorreu várias escolas da periferia e do interior de São Paulo.

Desde então, Laé de Souza criou nove projetos de leitura. O “Ler é Bom, Experimente!” contempla 300 escolas e 40 mil alunos de várias regiões do país, atendendo, inclusive, escolas da zona rural.

Os alunos recebem o livro e material auxiliar para desenvolver atividades a partir da leitura. O professor tem a possibilidade de realizar atividades sugeridas em um manual, como adaptação dos textos para teatro, criação de ilustrações etc.

O Grupo Projetos de Leitura também seleciona textos produzidos pelos estudantes das escolas participantes e publica o livro “As melhores histórias dos projetos de leitura”, que chega a sua 10ª edição neste ano, com lançamento em Condeúba e Jequié, na Bahia, e visitas às escolas de vários municípios baianos.

Já “Viajando na Leitura” distribui livros em terminais de ônibus, metrôs e aeroportos, propondo que, após ler, o passageiro deixe o livro em um lugar público para dar continuidade ao projeto. Os exemplares têm o adesivo na capa “LEIA-ME E ME ESQUEÇA POR AÍ”.

Desenvolvido em hospitais, “Dose de Leitura” é promovido com a circulação de um carrinho expositor de livros por unidades hospitalares, oferecendo-os aos pacientes.

Há ainda a “Caravana da Leitura”, que passa por cerca de 40 cidades por ano comercializando livros por valor simbólico, o “Leitura no Parque”, que oferece livros a frequentadores de parques públicos, e o “Leitura não tem idade”, que fornece livros para grupos de terceira idade.

Todos esses trabalhos são mantidos com patrocínio, doações e apoio das leis de incentivo. Muitos colegas AFRs também contribuem. Mais informações podem ser obtidas pelo site: www.projetosdeleitura.com.br

As obras de Laé de Souza abrangem 12 livros infantis e 16 destinados ao público juvenil e adulto, entre os quais se destacam “Sofia, ser solidário é dez”, “Nick e Bia na floresta encantada”, a série “Quinho e o seu cãozinho Radar”, “Coisas de homem & coisas de mulher”, “Acredite se quiser” e “Nos bastidores do cotidiano”. O colega também já realizou trabalhos no teatro.