Sinafresp conquista mais de três publicações críticas por dia em agosto

53 inserções na mídia nos últimos 15 dias foi a marca de resultados espontâneos alcançados pela área de comunicação

 

Agosto foi um mês intenso e a equipe de comunicação do Sinafresp acompanhou de perto o ritmo da classe. Destaque para as importantes mobilizações que foram trabalhadas pela mídia como decisivas na queda de Renato Viella.  Além disso, diversos outros temas foram abordados na grande imprensa no período, incluindo as respostas às declarações polêmicas do ex-secretário da Fazenda no programa Painel, da GloboNews, a ação de improbidade contra o Governo envolvendo a CPSEC, os contrapontos contra os novos benefícios fiscais concedidos às empresas avícolas, bem como a Campanha Pobre Paga Mais.

A ação de marketing, aliás, inédita para a categoria e com caráter de denúncia, obteve mais de 50% do espaço de Imprensa, a partir do follow up diário com jornalistas. Foram mais de 15 entrevistas agendadas, incluindo veículos relevantes e líderes de audiência, como as rádios CBN e Jovem Pan, além do Diário Comércio Indústria & Serviços (DCI), que trouxe matéria de página inteira. No período é importante destacar ainda publicações regionalizadas em Araraquara, Bauru, Presidente Prudente, Taubaté, Sorocaba, Santos e ABC Paulista, além de São Paulo (capital) e Distrito Federal. A aceitação da campanha “Pobre Paga Mais” foi grande e veículos especializados de outros estados também deram amplo destaque, incluindo Ceará, Santa Catarina, Bahia, Mato Grosso do Sul, Paraná e Espirito Santo.

O resultado positivo no número e na qualidade das inserções marca também uma nova fase da comunicação do Sinafresp, que aposta ainda mais no relacionamento contínuo com a imprensa, promovendo encontros semanais e também visitas às principais redações. Fruto direto dessa ação tática podemos destacar mais de 15 inserções na grande mídia, incluindo publicações pioneiras nos principais jornais do país, como O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo, nos quais as mensagens de combate à sonegação, injustiças tributárias e ao uso indevido da máquina pública se fizeram presentes.

“Estamos trabalhando duro em busca de um resultado inédito para a categoria. Hoje os Auditores Ficais da Receita Estadual já são referência como fonte de informação para alguns dos veículos mais importantes do Brasil e isso é só o começo, queremos mais!”, conclui Leandro Ferro, diretor de comunicação do Sinafresp.

Clique aqui para acessar o relatório completo com todas as inserções.