Sinafresp intermedeia encontro de grupo de aposentados com administração

Reunião teve como objetivo reiterar posição da categoria pelo subteto único perante a Coordenadoria da Administração Tributária

O pleito da categoria dos agentes fiscais de rendas (AFRs) foi mais uma vez reforçada para a administração. Na tarde da última sexta-feira (9), o Sinafresp – representado pelo vice-presidente Glauco Honório e pela diretora de aposentados Valéria Baciega – intermediou um encontro de um grupo de aposentados com o coordenador da Administração Tributária, Gustavo Ley.

Estiveram presentes na ocasião os colegas José Francisco Pinto, Cristina Savino, Maria da Graça Palumbo Gaiarsa e Sergio Mazzoni; os membros do Conselho de Representantes Antonio Aparecido Sigoli e Victor Núncio Aprile e os representantes da administração Hélio Fumio Kubata e Osvaldo de Carvalho.

Mazzoni iniciou a reunião relatando o sentimento de desalento dos AFRs. O colega ressaltou que espera do coordenador da Administração Tributária um posicionamento a favor da categoria. “Todos esperam de você (Gustavo) a defesa da classe”, afirmou. Na sequência, Mazzoni entregou a Ley um abaixo-assinado com duas mil assinaturas dos colegas que pedem o subteto único como a solução mais assertiva para os problemas salariais da categoria.

Savino alertou os presentes para a divisão da categoria e afirmou que os aposentados não podem ser responsabilizados por isso. Ela cobrou de Gustavo Ley a representatividade do coordenador perante as intermediações com o governador.

Ley ouviu  as reivindicações dos colegas presentes e afirmou que concorda com os apelos; ele diz que esta solução também é de interesse da administração. O coordenador da Administração Tributária salientou que já vem conversando com o secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, e o governador João Doria; desta forma, ele afirma que atualmente existem caminhos para um diálogo direto com ambos, o que na administração anterior não existia.

Glauco Honório reforçou que para a categoria é importante que o governador e a administração deem sinais de que estão ouvindo as reivindicações. Os representantes da Coordenadoria da Administração Tributária concordaram e reafirmaram que o trabalho pelo subteto único da classe deve ser estratégico e envolver a todos.

Valéria Baciega ainda destacou: “Devemos trabalhar juntos, numa luta diária e incessante, a fim de alcançarmos os nossos objetivos e o merecido reconhecimento da nossa carreira”.