Em entrevista ao Jornal Record News, Leandro Ferro critica reforma e benefícios fiscais de Doria

Diretor do Sinafresp também ressaltou trabalho dos AFRs para que São Paulo tenha uma das maiores arrecadações do país e combateu críticas aos servidores

O diretor de comunicação e eventos do Sinafresp, Leandro Ferro, participou ontem (13), ao vivo, do Jornal da Record News.

Assista a seguir ao vídeo com a entrevista completa.

No estúdio da emissora, ele foi entrevistado pelo jornalista Heródoto Barbeiro sobre a reforma da Previdência estadual, proposta pelo governador João Doria.

Leandro Ferro destacou que São Paulo já passou por uma reforma da Previdência, em 2013, quando foi criada a Previdência complementar, e que os servidores não podem ser sacrificados com novas perdas.

Ele também criticou a forma como o governo tenta impor as mudanças, atropelando o processo de tramitação no Legislativo.

O diretor do Sinafresp contrapôs o questionamento do jornalista de que a reforma acabaria com vantagens dos servidores, observando que, na verdade, vantagens são os benefícios fiscais que o governo Doria tem concedido a grandes empresas. Esses privilégios fiscais vão totalizar R$ 20 bilhões em 2020, conforme a Lei Orçamentária.

Ele também aproveitou a oportunidade para desmistificar falácias sobre os servidores públicos difundidas por alguns membros dos governos, que tentam vilanizar os servidores, e destacou o trabalho dos agentes fiscais de rendas, fundamental para que São Paulo tenha uma arrecadação forte, com cerca R$ 170 bilhões ao ano.

O Sinafresp foi consultado pela emissora, entre as diversas entidades que têm atuado contra a reforma da Previdência, sendo porta-voz das categorias na defesa do funcionalismo público paulista em rede nacional. O sindicato também pautou a reforma da Previdência estadual em outros veículos de comunicação no ano passado. Confira aqui as repercussões anteriores.