Sinafresp emplaca pautas críticas no principal jornal de Marília

Releases enviados sobre o PEP e a lei que altera o valor mínimo das OPVs continuam repercutindo na mídia

Foi publicada na última sexta-feira (8), no Jornal da Manhã, de Marília, uma reportagem sobre o Programa Especial de Parcelamento (PEP), do governo de São Paulo. Por meio desse programa, são oferecidas condições especiais de parcelamento e descontos em juros e multas para quem tem dívidas tributárias – sobretudo as que estão relacionadas ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Confira a reportagem aqui.

O jornal publicou outra matéria sobre a lei que reduz o valor das Obrigações de Pequeno Valor (OPVs) de R$ 30.119,20 para R$ 11.678,90, sancionada pelo governador João Doria na última semana. Leia o texto sobre o tema. 

As reportagens foram baseadas em dois releases divulgados pelo Sinafresp. No primeiro, sobre os precatórios, é mostrado que o governo está institucionalizando o calote aos servidores. No segundo, sobre o PEP, destaca-se como esse tipo de iniciativa estimula a cultura da sonegação fiscal e poderá prejudicar a arrecadação de São Paulo. 

Também na sexta, o site do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo replicou matéria sobre o PEP, divulgada dias antes no portal Rede Brasil Atual. 

O objetivo do trabalho do Sinafresp junto à mídia é chamar a atenção da população e da imprensa para os recursos que deixam de ser arrecadados e poderiam ser investidos em serviços públicos essenciais.

A diretoria do sindicato acredita que, por ser uma entidade que representa os agentes fiscais – cujo trabalho é fiscalizar tributos – é seu papel estimular discussões sobre esses temas.