Operação Padrão no Cadesp tem novo recorde de participação da categoria

Acompanhamento semanal aponta intensificação nas análises. Confira os resultados!

O monitoramento da Operação Padrão nesta semana demonstrou ainda mais engajamento da categoria, sobretudo no que diz respeito à proporção de PGDs retidos para análise, alcançando 30,27%.

Boa parte deste cenário é, principalmente, porque esse crescimento veio diretamente dos PGDs que estavam na faixa dos 11-20 dias, que também cresceu, jogando a quantidade de PGDs com 0-10 com exigência aberta para o menor nível histórico.

Outro bom sinal no período foi o alinhamento ainda maior das DRTs na faixa de 14-20 dias de espera para abertura de exigências. Agora, ao menos 14 DRTs estão atuando com pelo menos estes prazos, sendo que quatro seguem ainda mais longe: Taubaté, São José do Rio Preto, Araçatuba e Jundiaí. Dessa forma, é evidente que esse alinhamento nos prazos torna a OP ainda mais eficiente e abre espaço para que os prazos possam ir se dilatando cada vez mais, se necessário.

Para a próxima semana, o ideal é manter essa proporção baixa de PGDs com exigência aberta e prazo abaixo de 10 dias. Isso poderá ser alcançado, muito possivelmente, se todas as DRTs não fizerem mutirões de abertura de exigências nesse período. Com esse represamento, somado a um mínimo de homologações de PGDs que já estão com exigência aberta, o aumento da proporção de PGDs em OP irá bater um novo recorde e, mesmo se na semana seguinte seja retomado um ritmo mais normal de aberturas de exigências, passaremos a trabalhar num novo patamar de represamento de PGDs.

É hora de apertarmos mais para que seja enviado um PLC com um piso digno para a categoria e ajustes para todos, conforme os pleitos apresentados. Participem!

Confira abaixo os resultados:

Histórico de prazos para abertura de exigência

Histórico do tempo de espera após abrir exigência da Cadesp

Números por DRT